Fundação Macaé de Cultura

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Macaé recebe I Seminário de Artesanato da Região Macaé recebe I Seminário de Artesanato da Região O Teatro Municipal de Macaé sediará, na quarta-feira (29) das 13h30 às 18h, o I Seminário de Artesanato de Macaé e Região. A expectativa é qu...
Quarta Cultural terá Orquestra Popular de Macaé Quarta Cultural terá Orquestra Popular de Macaé   O projeto Quarta Cultural vai voltar a agitar a Cidade Universitária a partir do dia 29. O primeiro evento do ano terá a participação...
Dia Internacional do Teatro - 27 de Março Dia Internacional do Teatro - 27 de Março   O teatro nasceu na Grécia, há mais de 2.500 anos, e os primeiros gêneros de teatro são a tragédia e a comédia. A civilização grega ...
Música e dança movimentam a noite desta sexta Música e dança movimentam a noite desta sexta   Músicos da Escola de Artes Maria José Guedes (Emart) estarão na abertura do I Festival Cerveja é Cultura - St. Patricks Day, na orla ...
Abertas inscrições para Corfebol na Fronteira Abertas inscrições para Corfebol na Fronteira Alunos das escolas municipais e interessados da comunidade que desejam conhecer o Corfebol, jogo misto proveniente da Holanda, podem se inscr...
Solar dos Mellos abre agenda 2017 para projeto Visita Guiada Solar dos Mellos abre agenda 2017 para projeto Visita Guiada   O Solar dos Mellos/Museu da Cidade recebeu, nesta sexta-feira (17), a visita da primeira escola no projeto "Visita Guiada" em 2017. T...
Alunos de Balé e Capoeira se apresentam na Semana do Artesão Alunos de Balé e Capoeira se apresentam na Semana do Artesão Mais uma atração cultural que fez parte da II Semana do Artesão, promovida pela Secretaria Adjunta de Trabalho e Renda, em parceria com a Sec...
Orquestra Popular de Macaé homenageia Benedito Lacerda Orquestra Popular de Macaé homenageia Benedito Lacerda A Orquestra Popular de Macaé (OPM) realizou ensaio aberto, na tarde desta quarta-feira (15), homenageando o flautista macaense Benedito Lacer...
Semana do Artesão agita o Centro Macaé de Cultura Semana do Artesão agita o Centro Macaé de Cultura Um colorido especial deu tom à cerimônia que abriu a II Semana do Artesão, nesta segunda-feira (13), no Centro Macaé de Cultura. As metas pri...

Abertas inscrições para Corfebol na Fronteira

E-mail Imprimir PDF

Alunos das escolas municipais e interessados da comunidade que desejam conhecer o Corfebol, jogo misto proveniente da Holanda, podem se inscrever no Polo Fronteira para participar da modalidade. O espaço conta com uma equipe de atletas que se dedica ao esporte.
Para se cadastrar basta comparecer no polo de inclusão social, que funciona das 8h às 17h, na Rua Manoel Marques Monteiro, 724, na Fronteira ou na Praça Washington Luiz, às terças-feiras, das 18h às 20h. O interessado deve ter acima de 12 anos.

O curioso que nunca viu um jogo de corfebol também pode visitar a praça para torcer e apreciar a partida, que conta com dois times formados por oito pessoas cada um: quatro do sexo masculino e quatro do sexo feminino. São dois casais no ataque e dois na defesa e a cada duas cestas, eles trocam de posição. A modalidade que se assemelha no basquetebol se destaca pela inclusão ao reunir atletas de ambos os gêneros no mesmo time.

O Corfebol é bem simples: consiste em arremessar a bola no cesto (em holandês, "corfe" significa cesta, ou seja, "bola na cesta"), colocado a 3,5 metro de altura. Cada cesta vale um ponto e a cada duas cestas há a inversão de posicionamento, ou seja, atacante vira defensor e vice-versa. A bola não pode ser conduzida e caso isso ocorra é apitada a falta. Portanto, o passe é a grande "arma" do jogo. Quanto mais bem realizado, maiores as chances de acertar a cesta.

Colégio Municipal Sana também é destaque

O esporte, que caiu no gosto dos alunos, também acontece no Colégio Municipal Sana, às segundas e quartas, das 15h às 17h. No Brasil, a modalidade se destaca com os times representantes de Macaé, Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro e Americana, em São Paulo.

Em Macaé, o Corfebol conquistou alunos e moradores da região serrana e bairros. A prova disso é a atuação da equipe Corfebol Macaé, que integra atendidos do polo Fronteira e estudantes das proximidades e da região serrana, próximo ao colégio Pedro Adami. Para fazer bonito nos campeonatos e se destacar ainda mais no cenário nacional e internacional, a garotada intensificou o ritmo dos treinos nas quadras. No Colégio Municipal Sana, por exemplo, os alunos treinam nos horários divergentes aos de aula.

De acordo com o secretário de Educação, Guto Garcia, unir os dois sexos na mesma equipe, num esporte coletivo, abriu novos horizontes na socialização de meninos e meninas.

O reforço nos treinos tem como objetivo as participações da Taça Rio de Corfebol, previsto para este primeiro semestre; Campeonato Brasileiro de Corfebol; Jogos Estudantis das Escolas Municipais de Corfebol (Jeem- Serra); Torneio Internacional Hermandad sem Fronteiras, que vai acontecer em Casimiro de Abreu, no mês de julho; além do Torneio Internacional de Corfebol, na Holanda.

O professor responsável, Juan Leal, lembra que a dedicação e o comprometimento dos atletas e equipes gestoras das escolas participantes contribuem para a conquista de medalhas. "Estamos com jogadores talentosos. Em 2016, a equipe Serra Macaé faturou medalha de bronze na Taça Rio Corfebol, programação realizada no Rio de Janeiro. Agradecemos o apoio dos pais, alunos e profissionais das escolas Pedro Adami e Sana, que no ano passado, contribuíram muito para as programações", destaca.

Para o diretor do Colégio Municipal Sana, Sol Gray Tavares, o incentivo ao esporte faz parte da prática pedagógica da escola. "Nos dedicamos para fazer o melhor. O 'Sana' está se destacando nos esportes com o corfebol, na robótica e em outras atividades. Nossos alunos da região serrana estão fazendo bonito", finaliza.

Fonte: Secom

Última atualização em Qua, 22 de Março de 2017 14:31
 

Notas

Dia Internacional da Mulher

As histórias que remetem à criação do Dia Internacional da Mulher alimentam o imaginário de que a data teria surgido a partir de um incêndio em uma fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. Sem dúvida, o incidente ocorrido em 25 de março daquele ano marcou a trajetória das lutas feministas ao longo do século 20, mas os eventos que levaram à criação da data são bem anteriores a este acontecimento.
Desde o final do século 19, organizações femininas oriundas de movimentos operários protestavam em vários países da Europa e nos Estados Unidos. As jornadas de trabalho de aproximadamente 15 horas diárias e os salários medíocres introduzidos pela Revolução Industrial levaram as mulheres a greves para reivindicar melhores condições de trabalho e o fim do trabalho infantil, comum nas fábricas durante o período.
O primeiro Dia Nacional da Mulher foi celebrado em maio de 1908 nos Estados Unidos, quando cerca de 1500 mulheres aderiram a uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país. No ano seguinte, o Partido Socialista dos EUA oficializou a data como sendo 28 de fevereiro, com um protesto que reuniu mais de 3 mil pessoas no centro de Nova York e culminou, em novembro de 1909, em uma longa greve têxtil que fechou quase 500 fábricas americanas.

 

 

Fale com a FMC

O seu contato é muito importante para a Fundação Macaé de Cultura:

Telefones:
(22) 2759-0889
(22) 2759-0795

Pesquisa

Galeria

Teatro Municipal

Nenhum evento agendado.

Agenda Cultural

Nenhum evento agendado.

Enquete

Qual dessas manifestações culturais do município precisa de mais incentivo?