Fundação Macaé de Cultura

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Notícias Notícia
Notícias

É hoje o esperado espetáculo de Nany no Teatro Municipal

E-mail Imprimir

Imperdível! Nesta quarta (20), às 20h o Teatro Municipal de Macaé (TMM) Receberá Nany People com seu stand up "Vem Rir Para Não Chorar", classificação 14 anos. A humorista subirá ao palco em companhia do comediante Bruninho Mano.

A apresentação é autoral e consiste em casa personagem contar um pouco sobre o que vive no cotidiano. O espetáculo, além das paródias, promete muita interação com a plateia.

Nany People e Bruninho Mano

Nany, além de atuar na comédia stand up, a atriz e humorista também é apresentadora de shows, eventos performáticos, telegramas animados.

O talento de escritora também fala mais alto na carreira da atriz., Nany People lançou, em setembro de 2014, seu primeiro livro de Provérbios e Pérolas do Stand up "Aceita que dói menos", lançado pela Livraria Cultura. Em julho de 2015, lançou, pela Editora Planetas, sua biografia "Ser mulher não é para qualquer um", disponível nas livrarias.

Fez curso de Extensão Universitária de interpretação pela Unicamp, além de ter estudado teatro na Escola Macunaíma. Trabalhou por 10 anos no Teatro Paiol (SP) com a Família Goulart/Bruno em diversas funções. Projetou-se no cenário nacional, em 1997, como repórter do programa "Novo Comando da Madrugada" de Goulart de Andrade (Extinta Rede Manchete) e foi jurada residente do programa "Guerra é Guerra", da Rede Mulher. Participou também do programa humorístico "A Praça é Nossa" no SBT, de 2006 a 2010; do reality show "A Fazenda" 2010 3ª Edição – Rede Record; do programa "Cante Se Puder" no SBT, de 2011 a 2013; e recentemente programa da MultiShow #PartiuShopping ao lado de Tom Cavalcante.

Seu parceiro de palcos, Bruninho, é um humorista muito conhecido no interior de São Paulo com suas paródias de grande sucesso e imitações hilárias dos cantores sertanejos da atualidade.

Corra! Ingresso Limitado!

O TMM fica na Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.

Jornalista Mônica Braga

18143204 1513968151980942 281048707 n

 

18191208 1513928438651580 1649914134 n

 

 

 

 

Cursos da Emart são portas abertas para as artes

E-mail Imprimir

Cursos da Emart são portas abertas para as artes

A vocação para as artes em especial a música é notável em Macaé, o que se confirma todos os anos pela contabilização crescente de matrículas na Escola Municipal de Artes Maria José Guedes - Emart. Os cursos oferecidos na escola são portas abertas para quem quer aprender Música, Teatro e Pintura. O ensino é totalmente gratuito e oferece diversas modalidades.

Nos cursos livres se matricularam esse ano em torno de 580 alunos. Os cursos técnicos profissionalizantes devem formar os 45 inscritos nas turmas de Teatro e Música. E ainda há os que aguardam na fila de espera pela oportunidade de uma nova vaga. A escola é administrada pela Secretaria Municipal de Cultura e está em funcionamento no Centro Macaé de Cultura.

Veja a seguir a listagem completa dos cursos oferecidos pela Emart:

Curso Livre de Iniciação Musical - Destinado a candidatos a partir de 13 anos. Todas as aulas são em grupos e o aluno deve optar por um instrumento musical e uma disciplina de teoria da música. O curso tem duração de 1 ano. As aulas são de piano, teclado, violão, guitarra, violino, violoncelo, saxofone, flauta transversa, trompete, trombone, percussão, bateria, baixo elétrico, cavaquinho, e canto.

Curso Livre de Iniciação Musical para Crianças: Para crianças a partir de sete anos de idade até 12 anos de idade, e contempla a escolha de um instrumento musical. As aulas podem ser individuais ou em grupos pequenos. Os instrumentos oferecidos para esta modalidade são: teclado, canto, flauta-doce, violino, e bateria. O Curso tem duração de 2 anos.

Curso Livre de Teatro: Destinado a todas as idades, o Curso Livre é ideal para quem procura uma atividade teatral introdutória e recreativa. As aulas acontecem uma vez na semana, com duração média de duas horas cada. O Curso tem duração de 1 ano.

Curso Livre de Pintura: O Curso Livre de Pintura em Tela atende a crianças a partir de 12 anos de idade e adultos. O Curso tem duração de um ano e promove um encontro por semana com duração de duas horas. Ao final do ano há uma exposição mostrando o trabalho de todos os alunos participantes.

Cursos Técnicos atendem quase 50 alunos

Instrumento Musical/Canto - Profissionalizante, o curso atende aos alunos com experiência técnica e teórica na área de música. Possui uma grade curricular específica composta pela escolha de um instrumento musical ou canto, além de algumas disciplinas obrigatórias como prática de grupo, harmonia, improvisação, percepção musical, história da MPB, entre outras. A conclusão é em três anos.

Curso Técnico de Arte Dramática (ênfase em Interpretação e Literatura Dramática) - A modalidade é para quem já tem alguma experiência e quer aprofundamento. Oferece disciplinas práticas (Interpretação), teóricas (História do Teatro Mundial e Brasileiro e Literatura Dramática) e técnicas (Maquiagem, Iluminação, Cenografia, Figurino). Até o final do curso, o aluno passará por duas montagens teatrais, uma leitura dramatizada e uma peça encenada, ambas apresentadas ao público. O ingresso no curso prevê avaliação. A duração mínima é de dois anos, e a máxima é de quatro anos.

Jornalista: Marilene Carvalho

 

Aulas de Canto

 

Benê Lá volta a movimentar o Mercado de Peixes

E-mail Imprimir

 

A Secretaria Municipal de Cultura voltou com as edições da proposta Benê Lá, desde a última terça (4). Semanalmente, o melhor da Música Popular Brasileira é apresentado na Praça do Mercado de Peixes, variando com artistas convidados, poesias, entre outras atrações.


Nesta terça (11), a edição do Benê Lá será enriquecida com a presença do artista Ilzimar Bandeira, que também faz parte da equipe do Polo de Cultura Fronteira. Ele apresentará a Arte da Caricatura - enquanto o público aprecia a atração musical, ele retratará os rostos da plateia.

Em 2017, Benê Lá está acontecendo às terças, a partir das 17h30. Além das atrações musicais e artísticas, barraquinhas de aperitivo, petiscos e o artesanato local completam a programação cultural.

A proposta foi idealizada pela Secretaria de Cultura que teve como ideia inicial homenagear o compositor macaense Benedito Lacerda, juntamente com a Secretaria de Pesca. Com várias inovações, a Praça do Mercado de Peixes tornou-se palco oficial da cultura macaense, ponto de encontro semanal e referência de divertimento para a população.

"A integração entre a Cultura e a Pesca está rendendo bons frutos. Música, gastronomia e artesanato, ocupando a praça com ações de revitalização do espaço. Ótima parceria!", registra Mariana Previtali, da Secretaria de Pesca. Também colaboram para a realização do projeto as Secretarias de Mobilidade Urbana e Postura.

Para Tânia Jardim, Secretária de Cultura, a volta do Benê Lá, além de comprovar o sucesso da proposta, comprova também a importância de democratizar o acesso à cultura, juntando a informação. "Além de ser uma ótima opção de lazer, após o dia de trabalho", disse.

 

Jornalista Mônica Braga

 

1491272214

 

Cultura apresenta Música Todo Dia

E-mail Imprimir

 A Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (EMART) iniciou esta semana a proposta 'Música Todo Dia' que consiste em apresentações musicais onde o público além de apreciar, poderá também participar.

 A proposta se divide em oficinas de Canto, apresentação de estilos musicais, evidenciando o Jazz e a Bossa Nova, Camerata de Violões e o quarteto com violoncelos e acontecerá durante todo o ano.

 'Música Todo Dia' acontece no foyer do Teatro onde também funciona o Café Arte com cardápio variado entre doces, salgados, tortas e tapioca recheada. Só às terças que o grupo de músicos transfere a apresentação para o Benê Lá, na Praça do Mercado de Peixes, levando o melhor da Música Popular Brasileira.

Confira a programação:

Segunda - 19h - Jazz e Bossa Nova

Terça - 17h30 - Benê Lá

Quarta - 15h - Ensaio Aberto da Orquestra Popular de Macaé (OPM)

Quinta - 18h30 - Quarteto violoncelos
Quinta - 20h - Prática Técnica de Coral e Repertório de Canto.

Sexta - 18h30 - Camerata de Violões

A Prática Técnica de Coral e Repertório de Canto são atividades realizadas com o público.

As oficinas são realizadas no Foyer do Teatro Municipal, no Centro Cultural, que fica na Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.

O Projeto Benê Lá acontece na Praça Jorge Marins, onde funciona o Mercado de Peixes.

Jornalista Mônica Braga

 

 

musica

 

Volta do 'Benê Lá' marca a agenda da semana na Cultura

E-mail Imprimir

mercado 02

A Secretaria Municipal de Cultura divulga a agenda de eventos semanalmente contendo atrações, cursos, propostas, espetáculos entre outros. Nessa próxima semana, 3 a 7 de abril, a agenda cultural será marcada pela volta do 'Benê Lá' no Mercado de Peixes e pela proposta da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (EMART), 'Música Todo Dia', na Praça das Artes.

A proposta Benê lá foi idealizada pela Secretaria de Cultura que tem como ideia inicial homenagear o compositor macaense Benedito Lacerda que em 2016 completaria 113 anos de nascimento. Benê Lá fez da praça Jorge Marins, do Mercado de Peixes, palco oficial da cultura macaense. Voltando esse ano toda terça, a partir das 17h30, dando início na próxima dia 4 de Abril. As edições do Benê são marcadas por apresentações de música instrumental, samba de raiz, choro e o melhor da Música Popular Brasileira, variando com artistas convidados e também leitura de poesias autorais do público e de poetas já consagrados.

Marco Polo, coordenador de música da Emart, comanda o grupo de músicos que atuam no Benê. Além de música, as edições contam com barraquinhas de aperitivos, petiscos e artesanato.

Também iniciando está a proposta 'Música Todo Dia', consiste em oficinas durante a semana, sempre as 15h, na Praça das Artes, onde músicos e alunos se apresentam variando as modalidades entre instrumentos, cameratas, canto, percussão, e outras vertentes oferecidas pela EMART.

A Orquestra Popular de Macaé (OPM) mantém seus ensaios abertos toda quarta, 15h, também na Praça das Artes, entrando, portanto, na programação da 'Música Todo dia'. Quanto às atividades nos polos culturais, na Fronteira continuam as aulas de balé, capoeira, corfebol, ginástica entre outros. No Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), bairro Malvinas, professores da Cultura oferecem aulas de balé, capoeira e oficina de Cinema Comentado. Na Região Serrana, Espaço CriaSana, a Secretaria de Cultura atende a população com atividades de dança contemporânea, balé e outros, apresentando uma novidade, a Dança Maternal Baby, onde mãe e bebê se interagem através da música e dos movimentos.

Endereços:

*Praça das Artes - Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.

*Praça Jorge Marins - Rod. Amaral Peixoto, 723 - Centro, Mercado de Peixes.

* Espaço CriaSana - Em frente a Praça Principal do Sana.

*CEU - Final da Rua Principal no bairro Malvinas.

Jornalista Mônica Braga

 


Página 1 de 130

Notas

Macaé promove segundo Seminário sobre Violência

O segundo Seminário sobre Violência, promovido nesta quarta-feira (29), reuniu 160 participantes e colocou em pauta a prevenção de violências contra o sexo feminino, a equidade e a ideologia de gênero machista. O evento, organizado pela prefeitura, aconteceu das 9 às 13 horas e de 14 às 18 horas, no Auditório Cláudio Ulpiano, na Cidade Universitária. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, a Coordenadoria de Políticas para Mulheres e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) foram responsáveis pela programação.

A importância do seminário foi destacada pela Secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires. "A violência está em toda parte, em todas as classes sociais, não está restrita à raça, cor de pele, religião. O município tem equipamento de proteção para acolher a mulher vítima de violência, que vem fragilizada, mas é atendida por um trabalho de rede de modo a garantir a essa mulher a segurança", disse a secretária.

Satisfeita com a adesão pública ao evento, a coordenadora de políticas para mulheres e do Ceam, Jane Roriz, evidenciou os dados: em 2016 foram 3.921 atendimentos sociais, psicológicos e jurídicos pela equipe técnica, formada por assistentes sociais, psicólogos e advogados, referenciados por algum órgão que atende as mulheres ou por demanda espontânea.

Fonte: Equipe da SECOM