Fundação Macaé de Cultura

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Notícias Notícia Benê Lá volta a movimentar o Mercado de Peixes

Benê Lá volta a movimentar o Mercado de Peixes

E-mail Imprimir

 

A Secretaria Municipal de Cultura voltou com as edições da proposta Benê Lá, desde a última terça (4). Semanalmente, o melhor da Música Popular Brasileira é apresentado na Praça do Mercado de Peixes, variando com artistas convidados, poesias, entre outras atrações.


Nesta terça (11), a edição do Benê Lá será enriquecida com a presença do artista Ilzimar Bandeira, que também faz parte da equipe do Polo de Cultura Fronteira. Ele apresentará a Arte da Caricatura - enquanto o público aprecia a atração musical, ele retratará os rostos da plateia.

Em 2017, Benê Lá está acontecendo às terças, a partir das 17h30. Além das atrações musicais e artísticas, barraquinhas de aperitivo, petiscos e o artesanato local completam a programação cultural.

A proposta foi idealizada pela Secretaria de Cultura que teve como ideia inicial homenagear o compositor macaense Benedito Lacerda, juntamente com a Secretaria de Pesca. Com várias inovações, a Praça do Mercado de Peixes tornou-se palco oficial da cultura macaense, ponto de encontro semanal e referência de divertimento para a população.

"A integração entre a Cultura e a Pesca está rendendo bons frutos. Música, gastronomia e artesanato, ocupando a praça com ações de revitalização do espaço. Ótima parceria!", registra Mariana Previtali, da Secretaria de Pesca. Também colaboram para a realização do projeto as Secretarias de Mobilidade Urbana e Postura.

Para Tânia Jardim, Secretária de Cultura, a volta do Benê Lá, além de comprovar o sucesso da proposta, comprova também a importância de democratizar o acesso à cultura, juntando a informação. "Além de ser uma ótima opção de lazer, após o dia de trabalho", disse.

 

Jornalista Mônica Braga

 

1491272214

 

Notas

Macaé promove segundo Seminário sobre Violência

O segundo Seminário sobre Violência, promovido nesta quarta-feira (29), reuniu 160 participantes e colocou em pauta a prevenção de violências contra o sexo feminino, a equidade e a ideologia de gênero machista. O evento, organizado pela prefeitura, aconteceu das 9 às 13 horas e de 14 às 18 horas, no Auditório Cláudio Ulpiano, na Cidade Universitária. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, a Coordenadoria de Políticas para Mulheres e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) foram responsáveis pela programação.

A importância do seminário foi destacada pela Secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires. "A violência está em toda parte, em todas as classes sociais, não está restrita à raça, cor de pele, religião. O município tem equipamento de proteção para acolher a mulher vítima de violência, que vem fragilizada, mas é atendida por um trabalho de rede de modo a garantir a essa mulher a segurança", disse a secretária.

Satisfeita com a adesão pública ao evento, a coordenadora de políticas para mulheres e do Ceam, Jane Roriz, evidenciou os dados: em 2016 foram 3.921 atendimentos sociais, psicológicos e jurídicos pela equipe técnica, formada por assistentes sociais, psicólogos e advogados, referenciados por algum órgão que atende as mulheres ou por demanda espontânea.

Fonte: Equipe da SECOM