Fundação Macaé de Cultura

  • Increase font size
  • Default font size
  • Decrease font size
Home Notícias
Notícias

I Jornada Cultural e Pedagógica movimenta a serra macaense

E-mail Imprimir

 

f13abd fd991d058806434f9b6626aec7ed5ac9-mv2

O distrito de Glicério será palco da I Jornada Cultural e Pedagógica da Serra de Macaé do dia 15 a 21 de maio. A ação é promovida pela Secretaria Municipal de Cultura e tem como objetivo a realização de projetos da Biblioteca Pública Municipal Henriqueta Marotti. A Jornada é desenvolvida em parceria com o Colégio Estadual Municipalizado Raul Veiga. As ações da biblioteca são integradas às secretarias municipais e outras instituições, com a proposta de informar, formar e capacitar crianças, jovens e adultos por meio de palestras, oficinas e outras atividades educativas, visando sensibilizar para o ato da cooperação.

Como agente de desenvolvimento da comunidade local, a biblioteca tem como missão proporcionar oportunidades de expandir a criatividade pessoal; promover o conhecimento da herança cultural, a apreciação das artes, realizações e inovações científicas e fomentar o diálogo intercultural. "Nossa compreensão é de que a Cultura deve estar integrada com a Educação, em conjunto com as bibliotecas públicas rurais e suas unidades escolares, para se desenvolver de forma mais ampla e abrangente nas comunidades serranas do município", disse a secretária municipal de Cultura, Tânia Jardim. As Inscrições são na Biblioteca Pública Henriqueta Marotti, Rua Lauro Gonçalves s/n – Glicério - tel. 22 27934096.

Vários parceiros oferecem apoio a essa Jornada. Do poder público: secretarias municipais do Interior, Educação, Esporte,Turismo, Comunicação Social, Agroeconomia, Defesa Civil, Ambiente, Saúde, Zoonoses, Creche M. Ângela Félix l. E mais: Instituto Vida Sustentável, Associação de Moradores de Glicério, Radio Alternativa FM, NUPEM/UFRJ, ONG Ser e Viver, SIT – Sistema Integrado de Transporte, Cabala Restaurante e Pousada, Mercadinho do Óleo, Mercadinho de Glicério, Madeireira Marotti, Madeireira Baixo-Serra, Associação dos Produtores do Rio São Pedro, Comunidade da Serra da Cruz, Farmácia de Glicério, Casa de Construção de Trapiche, Crucks da Serra, brinquedos Tia Marcela, Sal Doce & Cia - Cafeteria e Lanchonete., artesãos da Serra e Limpatec.

Programação:

Dia 15 - 19h - EU NEGRA - performance apresentada pela atriz Claudia Bispo); e Cordel, com Helder Santana

Dia 16 - 10h - Oficina de Compostagem, por Alessandro Cesar - técnico agrícola Secretaria Municipal Agroeconomia
Exposição "Pássaros do Brasil" (óleo sobre tela), por Sérgio Spencer
14h - Oficina Arte e terapia (terrário), por Rose Daudt - Jardinagem

Dia 17 - 15h - Apresentação da Orquestra Popular de Macaé (OPM)
19h - Palestra "Água – Bacia do Rio Macaé", com o prof. Maurício Molisani -NUPEM/ UFRJ
19h30 - Cinema Ambiental – CUCA NUPEM/UFRJ
20h - Roteiro Turístico de Macaé – com os turismólogos da Secretaria Municipal de Turismo

Dia 18 - 10h – Oficina de Customização, por Maria Eduarda
10h - HIP HOP (rimas e poesia), por Paulo Marques
19h - Noções Básicas de Defesa Civil – Rio São Pedro por Jomar Faturini
14h - brincadeiras esportivas, slikeline, corda, circuito pneus, pula-pula, por Crucks da Serra (Expedições e aventuras)
19 h - Noite de autógrafos do escritor e poeta glicerence, Carlos Henrique Lopes de Figueiredo
Homenagem póstuma – Sidamaiá Oliveira Gonçalves (atuante na comunidade educacional)

Dia 20 - 10h - Esquete Mota Coqueiro, com o Cia EMARTeatro (EMART)
11h - Sarau e Encontro dos escritores, poetas, contadores de história, agentes culturais, educadores, artistas, estudantes, comunidade
Roda de Bate papo com Hanna Gledyz - representante do Sistema Estadual de Bibliotecas Públicas do Rio de Janeiro - Secretaria Estadual de Cultura; Tânia Maria Jardim Secretária Municipal de Cultura de Macaé
13h - Gastronomia de boteco (caldinho de aipim, pastel, carne-seca com aipim)
Roda de Capoeira
Samba Choro – Rádio Alternativa FM

Dia 21 - 8h - Passeio Ciclístico Glicério - Trapiche - Glicério (Secretarias Municipais de Interior, Cultura, Esporte e Turismo)

Jornalista Marilene Carvalho

 

Primeira edição do 'Imbetiba Cultural' agrada público

E-mail Imprimir

1494689852

A primeira edição do 'Imbetiba com Cultura', lançada nesta quinta-feira (12), foi marcada pela diversidade de apresentações com objetivo de levar ao público, além da boa música, outras opções de lazer e descontração.
O projeto acontecerá toda às quintas, a partir das 17h30, na orla da Imbetiba, com apresentação fixa da Banda Benê Lá, formada por alunos e professores da Escola de Arte Maria José Guedes (EMART). No lançamento, o público pode apreciar e participar dançando com professores e alunos da equipe de Farah Cultural, que ensinaram a arte da dança variando as modalidades.

- Participar dessas edições levando um pouco de descontração para o público, me deixa muito feliz. A interação é maravilhosa. Prazeroso demais momentos como esse - pontuou Robson Farah, da Farah Cultural.

Enquanto as pessoas se divertiam, o desenhista Ilzimar Rodrigues, do Polo de Cultura Lagomar, transferia para o papel os traços e semblantes das pessoas, em forma de caricatura. A atividade agradou o público. "Alegrar as pessoas é uma arte muito gratificante. Depois da caricatura finalizada, receber o retorno positivo é um dos fatos essenciais para a continuação do que faço. Sempre que tiver oportunidade eu estarei presente nas edições do 'Imbetiba com Cultura'", ressaltou Ilzimar.

Com a arte soma-se a gastronomia, resultando numa boa opção de lazer nas tardes de quinta na orla da sempre poética praia da Imbetiba. A culinária engloba cardápio variado que vai de sanduíches artesanais a comidas nordestinas, opções também de crepes, salgados e bebidas para todos os gostos.

- Que ótima opção, num só momento, várias coisas acontecendo, além de proporcionar encontros com velhos amigos, podemos usufruir da boa música e apreciar a paisagem dessa tradicional praia com mais leveza e sem a correria do cotidiano. Belo projeto! - disse Karina Prado, funcionária da empresa Petrobras.

O 'Imbetiba Cultural', uma proposta da Prefeitura Municipal de Macaé pela Secretaria de Cultura, acontece toda quinta no anfiteatro Professor Antônio Alvarez Parada, na orla da Imbetiba. O evento é aberto para participação de artistas, que bastam procurar o setor de produção da Secretaria de Cultura, na Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.

- O objetivo é resgatar o brilho da Imbetiba, tradicional bairro, democratizando o acesso à cultura, invocando o sentimento de interação e descontração com diferentes manifestações culturais - finalizou a secretária de Cultura, Tânia Jardim.

Jornalista Mônica Braga

 

Programação diversificada marca a semana na Cultura

E-mail Imprimir

c1

Espetáculo, dança, Teatro, música, esporte, poesia, entre tantas outras atividades artísticas, marcam a agenda semanal da Cultura.

No Centro de Artes e Esportes Unificados (CEU), bairro Malvinas, profissionais da Cultura continuam, semanalmente, promovendo atividades de ballet, dança de rua, aula de arte circense, mostra de vídeos, contação de histórias, além do funcionamento da biblioteca. Acontecerá na Quinta (11), 14h, reunião do grupo gestor para melhor atender a comunidade local.

No Polo Cultural do Lagomar, semanalmente, são desenvolvidas atividades de Artes visuais, desenho e pintura, com o professor e desenhista Ilzimar Rodrigues.

A equipe de alunos de corfebol do Polo Fronteira, comandada pelo professor Juan participará neste sábado (6), 10h, do Campeonato Carioca de Corfebol no Ginásio Juquinha. No Polo Fronteira, também há outras modalidades oferecidas à comunidade, como capoeira, lambaerobica, ballet, percussão entre outras.

c2

Na região serrana a movimentação cultural também é considerável. O Espaço CriaSana promove, semanalmente, aulas de canto, dança artística, jiu jitisu, grafite, dança maternal Baby, zumba, forró, dança contemporânea, iniciação teatral, ballet e hip hop, além do funcionamento das bibliotecas e o Centro Cultural Antônio Otto de Souza que foi totalmente organizado para realizações de eventos culturais atendendo a população da região serrana.

A proposta semanal A Língua do P, poesia, poetas, povo retornou no mês de Maio, sendo toda quinta-feira, 19h, no Foyer do Teatro Municipal, consiste em reunir os poetas abrindo espaço para interpretação de poesias autorais e de autores consagrados, resgatando leitores poéticos em decréscimo no Brasil, a cada edição um novo tema.

A Escola de Artes Maria José Guedes (EMART) realizará atividades musicais no calçadão da Avenida Rui Barbosa, o objetivo das apresentações é fomentar o comércio local em especial para o dia das mães. Atividade conjunta com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico em parceria com a Associação Comercial e Industrial de Macaé (ACIM).

Confira mais atividades na programação abaixo:

Segunda 8/5

*Música Todo Dia - Jazz e Bossa Nova
19h, no Foyer do Teatro

Terça 9/5

*Peça Teatral CHAPEUZINHO QUASE VERMELHO, Teatro Municipal, 15h

Quarta 10/5

*Música Todo Dia - Grupo de Flautas no Foyer do Teatro Municipal, 19h.

*Ensaio Especial da Orquestra Popular de Macaé (OPM), Calçadão da Avenida Rui Barbosa, 15h e Coral às 18h. (Objetivo das apresentações: Fomentar o comércio local em especial para o dia das mães. Solicitação da secretaria de desenvolvimento econômico em parceria com a ACIM).

Quinta 11/5

*Benê Lá Especial, 18h30 na Inauguração da iluminação de LED da Orla da Imbetiba.

Sexta 12/5

* Também para fomentar o comércio, Camerata de Violões, Calçadão da Avenida Rui Barbosa, 18h.

Endereços:

CEU - Final da Rua Principal do bairro Malvinas.

Polo Cultural do Lagomar - Avenida W5, 127. Lagomar.

Ginásio Juquinha - Rua Pereira de Souza, 38, Granja dos Cavaleiros.

Espaço CriaSana - Em frente a Praça Principal do Sana, Região serrana de Macaé.

Polo de Cultura Fronteira - Rua Manoel Marques Monteiro, 724, Fronteira.

Foyer do Teatro Municipal - Avenida Rui Barbosa, 780, Centro.

Jornalista Mônica Braga

c3

c4

balé da Fronteira

ceu

 

Equipe de Cultura de Macaé participa do I Fórum Estadual de Secretários de Cultura

E-mail Imprimir

 

mmm1

 

Cultura, criatividade e desenvolvimento foram os principais pontos que abriram a discussão do encontro realizado pela Secretaria de Estado de Cultura, que aconteceu nesta quarta (3), das 9h às 17h,no Centro do Rio de Janeiro, Sala Cecília Meireles, reunindo representantes de todos os municípios fluminenses.

O encontro deu ênfase ao desenvolvimento de Oficinas do Rio Criativo nos municípios, oficinas estas que consistem em consultorias gratuitas e abertas ao público que tem como objetivo estimular e implementar programas para o desenvolvimento de empresas e agentes da Economia Criativa Fluminense. Em Macaé, as oficinas aconteceram 2,3 e 4 de Maio com participação de funcionários da Secretaria Municipal de Cultura.

O atual Secretário de Cultura de Teresópolis, Márcio de Paula, foi eleito Diretor de Articulação Política do Fórum Estadual de Secretários de Cultura, e junto com outros representantes fez parte das mesas de debates discutindo sobre vários temas, entre eles 'O Estado do Rio de Janeiro e sua vocação cultural', 'Marcos Regulatorios da Cultura', 'Economia Criativa' e 'Patrimônio Cultural e Inovação', alem de esclarecimentos sobre os Programas 2017 e 2018 do Estado para a Cultura.

f1

A Secretaria Municipal de Cultura representou o municipio através da Secretária de Cultura,Tânia Jardim, da Diretora da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes (EMART), Jaqueline Lima e do Coordenador de Música, Marco Polo. Para Tânia, foi muito importante a troca com outros secretários e concluiu:

- Gratificante estar com Secretários de outros municípios fluminenses, no Fórum Estadual . Troca de experiências e expectativas. O tom de toda discussão é de otimismo . A frase de ênfase comum é : Criatividade tem de superar a falta de recursos financeiros, a Cultura sobrevive pela alma dos artistas e gestores que têm a sensibilidade à flor da pele. Vamos nos unir, discutir e persistir no aguardo do Fundo Estadual de Cultura para que possamos receber verbas de Fundo a Fundo . Por fim, digo e repito: Sem arte o mundo é desumano!

As discussões sobre Cultura e outros temas pertinentes resultaram numa carta de compromisso que foi assinada pelos secretários estabelecendo metas futuras para o municipio: o 'Pacto pela Cultura RJ'.

Sobre o 'Pacto pela Cultura RJ' - Foi elaborado por gestores municipais de Cultura em atividade na sala Cecília Meireles, no dia 3 de Maio de 2017.

Este documento sintetiza a política Cultural, para que juntos os secretários concentrem esforços, recursos, ideias, energia, formando uma aliança de oportunidades e práticas.

O Pacto pela Cultura RJ foi assinado pelos secretários firmando compromissos comuns de desenvolvimento das potencialidades e enfrentamento dos desafios pelos municípios.

Jornalista Mônica Braga

 

 

 

forum 2-

Forum

 

Cultura seleciona atores para compor a Cia EMARTeatro Musicado

E-mail Imprimir

A Secretaria Municipal de Cultura de Macaé está oferecendo para os artistas da cidade a oportunidade de participar do grupo de estudo e pesquisa em Teatro associado às áreas de Música, Canto e Dança, que possibilitará a formação da Cia EMARTeatro Musicado. O projeto está sendo desenvolvido pela coordenação de teatro da Escola de Artes Maria José Guedes - Emart, que tem como responsável o teatrólogo Márcio Gonçalves.

O estudo combina teoria e prática e vai além de um repertório clássico teatral de autores consagrados, cujo processo de encenação, de difusão e de produção cênica torna o Teatro em instrumento educativo, artístico e cultural. Os interessados em participar da Cia EMARTeatro Musicado podem ser alunos e ex alunos do curso técnico da Escola Municipal de Artes Maria José Guedes, e também os demais artistas da classe teatral macaense, com idades acima de 18 anos e experiência mínima de um ano comprovada.

As vagas devem ser preenchidas mediante processo seletivo. Documentos necessários: original e cópia do RG e do CPF; original e cópia do documento de escolaridade; original e cópia do certificado ou declaração de conclusão do curso Técnico em Teatro da Emart ou de outra instituição reconhecida pelo MEC; original e cópia da declaração de matrícula para os alunos do curso Técnico em Teatro da Emart; original e cópia dos documentos de experiência em Teatro contendo nome do candidato, tais como: folder, cartaz, jornal impresso, revista, impressão da página digital.

O período de inscrição para complementar essa trupe de estudiosos vai da próxima segunda-feira (8) até sexta (12/05), das 11h às 18h30. O local é o Centro Macaé de Cultura. Endereço: Av. Rui Barbosa,780, 2º andar- Macaé - RJ, CEP: 27910-362. Contato para mais informações: (22) 2796-1111.

Teatro Musicado - Segundo Guinsburg et.al (2009), neste gênero
as personagens são, em geral, representadas por atores que cantam, sendo uma modalidade típica entre o século XIX e início do século XX. No Brasil, as expressões "teatro musicado" e "teatro musical" são definidas popularmente com o mesmo significado, contudo se distinguem uma da outra. Isto porque no teatro musicado a teatralidade do texto dramático é a base do espetáculo, enquanto no teatro musical, a música é a estrela.

Jornalista Marilene Carvalho

10671208 856678217686115 4010276975527420811 n

 


Página 3 de 133

Notas

Macaé promove segundo Seminário sobre Violência

O segundo Seminário sobre Violência, promovido nesta quarta-feira (29), reuniu 160 participantes e colocou em pauta a prevenção de violências contra o sexo feminino, a equidade e a ideologia de gênero machista. O evento, organizado pela prefeitura, aconteceu das 9 às 13 horas e de 14 às 18 horas, no Auditório Cláudio Ulpiano, na Cidade Universitária. A Secretaria de Desenvolvimento Social, Direitos Humanos e Cidadania, a Coordenadoria de Políticas para Mulheres e o Centro Especializado de Atendimento à Mulher (Ceam) foram responsáveis pela programação.

A importância do seminário foi destacada pela Secretária de Desenvolvimento Social, Tatiana Pires. "A violência está em toda parte, em todas as classes sociais, não está restrita à raça, cor de pele, religião. O município tem equipamento de proteção para acolher a mulher vítima de violência, que vem fragilizada, mas é atendida por um trabalho de rede de modo a garantir a essa mulher a segurança", disse a secretária.

Satisfeita com a adesão pública ao evento, a coordenadora de políticas para mulheres e do Ceam, Jane Roriz, evidenciou os dados: em 2016 foram 3.921 atendimentos sociais, psicológicos e jurídicos pela equipe técnica, formada por assistentes sociais, psicólogos e advogados, referenciados por algum órgão que atende as mulheres ou por demanda espontânea.

Fonte: Equipe da SECOM